Bem-vindo a nossa Clínica de Reabilitação!

Atendimento : de domingo a domingo, 24 horas por dia.
  Nossos Contatos : (81) 991724641 Claro /(81) 9 8523.4166 Oi / (81) 9 9847.3488 Tim

Metodologia

A drogadição e alcoolismo são doenças já reconhecidas pela OMS (Organização Mundial de Saúde); e é por está razão que o dependente químico necessita de tratamento especializado e de qualidade.

O objetivo da internação é a priori, a quebra de padrão de abuso da substância, mas também uma preparação para a reinserção do indivíduo na sociedade, no exercício da sua cidadania e do seu papel familiar, conscientizando-o de sua enfermidade e de sua cronicidade e colocando-o na posição de responsável pela manutenção constante da sua recuperação.

O novo conceito de dependência química passou a atribuir peso para os critérios biológicos, psicológicos e sociais que compõem o quadro diagnóstico da dependência química. Sendo a internação o recurso terapêutico mais utilizado para se alcançar a abstinência completa. A partir desta nova concepção passamos a pensar além: o tratamento da dependência química carece de abordagens capazes de motivar os indivíduos a ampliarem novamente seu repertório social, a buscarem novas maneiras de relacionamento com seu ambiente e novas habilidades sociais para lidar com o cotidiano, enfim, a construção de um novo estilo de vida.

Doze Passos:

  • Precursor de todos os modelos de tratamento de dependência química no Brasil. Oferece uma rede de apoio (que o ajudará na manutenção da abstinência) para o dependente químico após o período de internação e por toda sua vida, já que a dependência química é uma doença que deverá ser tratada durante toda a vida.

Entrevista motivacional:

  • Tem por objetivo coletar dados sobre as dimensões biopsicossociais, criando aliança terapêutica e favorecendo o comprometimento do paciente no tratamento, estimulando (por meio de abordagem psicoterápica) seu comprometimento para a realização das mudanças necessárias.

Terapia:

  • Nesta abordagem cada dependente químico aprende a lidar com as emoções de forma saudável, separando a emoção da razão, enfrentando e trabalhando todos os sentimentos negativos.

Plano de prevenção à recaída:

  • Os fundamentos deste trabalho são as noções de situações de alto risco e as estratégias de manejo disponíveis. O paciente aprende a identificar sinais de alerta precoces das situações potenciais de recaída e as habilidades e necessárias de enfrentamento, a fim de conseguir modificar suas crenças e expectativas acerca de seu comportamento aditivo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>