Bem-vindo a nossa Clínica de Reabilitação!

Atendimento : de domingo a domingo, 24 horas por dia.
  Nossos Contatos : (81) 991724641 Claro /(81) 9 8523.4166 Oi / (81) 9 9847.3488 Tim

Eu Compreendo

“Humildemente rogamos a Ele que nos livrasse das nossas imperfeições.” Sétimo Passo

Assim que nos prontificamos inteiramente a deixar que os nossos defeitos de caráter fossem removidos, ficamos inteiramente prontos! Por ironia, é exatamente aí que começam os problemas. Quanto mais nos esforçarmos para nos livrarmos de um determinado defeito, mais forte esse defeito parece tornar-se. É uma verdadeira lição de humildade compreendermos que não só somos impotentes perante a nossa adicção, como o somos também perante os nossos defeitos de caráter. De repente tudo faz sentido. O Sétimo Passo não sugere que nos livremos das nossas imperfeições, mas que peçamos ao nosso Poder Superior que nos livre delas. Começamos a mudar a tônica das nossas orações diárias. Ao admitirmos a nossa incapacidade de nos tornarmos perfeitos, pedimos ao nosso Poder Superior que faça por nós aquilo que nós não somos capazes de fazer por nós próprios. E aguardamos. Durante muitos dias o nosso programa parece encalhado no Passo Sete. Podemos não sentir qualquer alívio imediato ou total dos nossos defeitos – mas costumamos sentir, sim, uma mudança subtil na forma de olharmos para nós próprios e para os outros. À luz do Sétimo Passo, começamos a olhar para aqueles à nossa volta de uma forma menos crítica. Sabemos que, tal como nós, muitos deles estão a lutar contra imperfeições de que gostariam de se ver livres. Sabemos que, tal como nós, eles são impotentes perante os seus próprios defeitos. E começamos a pensar se eles, também, rezam com humildade para que os seus defeitos sejam removidos. Começamos a avaliar os outros tal como aprendemos a avaliar-nos a nós próprios, com uma empatia que nasce da humildade. Ao olharmos para os outros, e ao nos mantermos atentos a nós próprios, podemos finalmente dizer, “Eu compreendo”.

Só por hoje: Deus, ajuda-me a ver através dos olhos do Passo Sete. Aiuda-me a compreender.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>