Bem-vindo a nossa Clínica de Reabilitação!

Atendimento : de domingo a domingo, 24 horas por dia.
  Nossos Contatos : (81) 991724641 Claro /(81) 9 8523.4166 Oi / (81) 9 9847.3488 Tim

Aliviar o Peso

“Não nos tornaremos pessoas melhores ao julgarmos os erros dos outros. Aquilo que nos fará sentir melhor é limparmos as nossas vidas…” Texto Básico, p. 44

Às vezes precisamos de algo palpável para nos ajudar a perceber o resultado de nos agarrarmos a um ressentimento. Podemos não estar a ver quão destrutivos os ressentimentos são na verdade. Pensamos, “E depois, eu tenho o direito de estar zangado” ou, “Talvez esteja a alimentar um ódio ou dois, mas não vejo qual é o mal”. Para vermos mais claramente o efeito nas nossas vidas de nos agarrarmos aos ressentimentos, podemos tentar imaginar estarmos a carregar uma pedra por cada ressentimento. Um odiozinho, como a raiva contra alguém que conduza mal, pode ser representado por uma pedrita. Ressentir todo um grupo de pessoas pode ser representado por uma enorme pedra. Se, na verdade, tivéssemos de carregar pedras por cada ressentimento, iríamos certamente cansar-nos com o peso. De fato, quanto mais pesada e difícil de transportar for a nossa carga, mais sinceros serão os nossos esforços para nos livrarmos dela. O peso dos nossos ressentimentos impede-nos de desenvolver espiritualmente. Se queremos realmente a liberdade, vamos procurar livrar-nos de todo o peso extra que for possível. À medida que nos formos sentindo mais leves, iremos notar um aumento da nossa capacidade de perdoar, tanto os erros dos outros como os nossos próprios. Iremos alimentar os nossos espíritos com pensamentos bons, com palavras simpáticas, e servindo os outros.
Só por hoje: Vou procurar remover do meu espírito o peso dos ressentimentos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>